domingo, 10 de outubro de 2010

1/6 GUERREIRO SEM ARMAS



QUEM ESTOU:  
Como se sente?
Na atualidade o homem tem assumido uma postura cartesiana e individualista em meio ao ambiente onde vive. Isso fica provado quando presenciamos a concretização do equívoco em que o homem pode modificar o ciclo ecológico e da vida e torná-lo devidamente como antes, uma vez que entendemos  ou pelo menos deveríamos entender  que somos parte desse ciclo e é assim que me sinto, um ser vivo, integrante desse ciclo com um papel individual e coletivo, respeitando as demais outras formas de vida existentes no planeta. 



Quais são seus sonhos?

O maior sonho da minha vida seria poder no futuro sentar e refletir, ou melhor, fazer uma análise de tudo que fiz na vida, olhar nos olhos de meus filhos e nos filhos dos meus filhos e família, poder ver uma igualdade social entre todas as pessoas, bem como todos usufruindo igualitariamente dos recursos naturais respeitando as futuras gerações. Hoje não tenho tanta certeza se isso ainda é possível, pois por conta das ações humanas estamos seguindo aceleradamente rumo a uma grande catástrofe e colapso sem precedentes.   

Quais são seus desafios?

O grande desafio que tenho enquanto jovem é o de encarar o medo do que estar por vir, ou melhor, enfrentar o medo do futuro, partindo do ponto que o futuro será resultado da história que estamos escrevendo hoje no presente.
Os demais são: Conquistar outros espaços de encaminhamentos decisivos e políticos a partir do olhar juvenil, articular outros jovens para juntos unirmos forças e por ultimo continuar na luta por outro mundo urgente sem ouvir as duras palavras daqueles que desacreditam nessa luta que tentam nos desanimar, uma luta por justiça social e ambiental, a busca por um mundo sustentável e livre de qualquer forma de opressão.

MEU PROPÓSITO 
Porque quer participar do GSA 2011? 

Participar dos GSA 2011 seria sem sombra de dúvida mais um espaço para contribuir na execução de ações transformadoras, a partir de contribuições pessoais, pelas experiências, mas acima de tudo coletiva. Os Guerreiros sem Armas pra mim é uma novidade, digamos que apenas o nome (GSA), que até então não conhecia, só que pelo trabalho que desenvolvo junto a comunidades e movimentos sociais me levam a entender que eu sou um guerreiro sem armas. Meu propósito de participar do GSA 2011 é simples, mas ousado, trocar mutuamente experiências com os demais que participarão, captando e absorvendo outros tipos de ações para serem executadas nas comunidades locais onde vivo, cooperar coletivamente para uma transformação social e ambiental a partir do trabalho a ser desenvolvido junto com os demais parceiros GSA, contribuindo para o despertar de uma consciência critica de que somos partes iguais e diferentes desse grande quebra cabeça da vida.  

MINHA AÇÃO

Você já fez algo que demonstra que você já é um Guerreiros Sem Armas? Conte para nós!

Como postei em minha apresentação, faço parte do movimento de juventude pelo meio ambiente, que no caso milito na Juventude Alternativa Terrazul e em 2009 iniciamos um trabalho muito especial em uma comunidade chamada Rosalina que atualmente, mais de 6.600 pessoas vivem na Comunidade. A ocupação começou há mais de dez anos. Com altos índices de violência, a realidade dos moradores é extremamente difícil, levando-se em consideração a falta de equipamentos públicos e saneamento básico, dentre outras carências.
O projeto Agenda 21, adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU), tem como objetivo formular e implementar políticas públicas por meio da participação das comunidades, produzindo um plano de ação para um desenvolvimento sustentável local. O plano leva em consideração as vulnerabilidades e potencialidades econômicas, sociais, culturais e ambientais da região. O projeto é baseado em sete princípios: parceria, participação e transparência, enfoque sistêmico, preocupação com o futuro, responsabilidade, eqüidade e justiça, limites ecológicos. Ao trabalharmos a agenda 21 local da Comunidade da Rosalina em parceria com o Terrazul (ONG Socioambiental), sinalizamos a necessidade do planejamento estratégico e participativo, contribuindo para que sejam fortalecidas e fiscalizadas as políticas públicas municipais, em diversos segmentos, contribuindo para a construção da democracia participativa. Foram muitos dias de trabalho coletivo diretamente com os jovens, adultos, idosos, deficientes e toda comunidade. O trabalho com a Agenda 21 se mostrou resultante por ser  processual e constante. Trabalhamos em cima da necessidade da comunidade, respeitando a realidade local. Encerramos o mês de trabalho com uma conferencia para aprovação do plano de ação da Agenda 21 e contamos com a participação do teólogo, filósofo e ambientalista, Leonardo Boff. Além disso, estiveram presentes Pedro Ivo Batista (Ministério do Meio Ambiente), o deputado federal Eudes Xavier (Comissão da Agenda 21 do Parlamento Federal) e representantes do Banco do Nordeste e da Prefeitura de Fortaleza. 
Durante os dias 24 e 25 de novembro, foram realizados seminários de preparação para a Conferência, nos quais foram discutidos os temas: Juventude, Emprego e Renda, Idoso, Gênero e Educação. Um documento estratégico para o desenvolvimento sustentável da comunidade foi constituído pelos produtos desses seminários, após a aprovação na Conferência.
O projeto resultante na Agenda 21 da Rosalina pretende-se capaz de fixar o cidadão em sua área, construindo de forma participativa, alternativas econômicas de desenvolvimento sustentável, fortalecendo o mercado solidário através das redes de economia solidária.

video

MEU COMPROMISSO
  
Quais são seus planos? O que você quer fazer quando voltar do programa?

Seria muito egoísta de minha parte se não repassasse tais vivências para outras pessoas, outros jovens. Então em primeiro lugar assumo esse compromisso de repassar aos irmãos parceiros dos demais espaços que faço parte. Espero voltar do programa com outros conhecimentos por meio das vivências, com uma grande bagagem de experiências, saberes e habilidades para dar continuidade com os trabalhos locais. Tenho certeza que voltarei diferente, partindo do meu principio pessoal que somos e vivemos uma eterna construção.


 


Um comentário:

  1. Olá, Lucas, tudo bem? Estou participando da seleção do GSA e aproveitando pra passar pelo blog de todo mundo pra conhecer melhor cada um. Aproveite e passe no meu também: http://tativieiraguerreirossemarmas.wordpress.com

    Abraço
    Tatiana Vieira

    ResponderExcluir